Chicago: CityPASS ou Go Chicago Card?

Chicago:

CityPASS ou

Go Chicago Card?

 

Sempre que visitamos os Estados Unidos, a primeira coisa que pesquisamos são os dois passes, que existem não só em Chicago mas em muitas cidades turísticas de lá. A lista de atrações de cada uma nos auxilia, inclusive, a conhecer o que a cidade tem de mais representativo para mostrar.
Vamos conhecê-los?
Chicago CityPass:
Chicago Citypass
O ingresso inclui:
1
Shedd Aquarium
2
Skydeck Chicago
3
The Field Museum
4
Museum of Science and Industry   OU   360 CHICAGO
5
Adler Planetarium   OU   Art Institute of Chicago
Duração:
O voucher pode ser trocado pelo talão em até 6 meses após a data da compra. E o talão tem validade de 9 dias a partir do primeiro uso.
Como comprar:
No site ou em uma das atrações contempladas. Se comprar online você pode imprimir o voucher ou baixar o aplicativo. O voucher, tanto o impresso quanto o apresentado em dispositivo móvel, deve ser trocado pelo talão na primeira atração visitada. Há ainda a opção de solicitar que o talão seja enviado ao seu hotel nos Estados Unidos ou Canadá.
Go Chicago Card:

Go Chicago Card

O passe do smartdestinations oferece várias opções de compra, e pode ser “moldado” de acordo com seus interesses.
A opção mais comum é a “All-Inclusive”, na qual você paga pelo número de dias em que quer usar (1, 2, 3 ou 5) e escolhe, em uma lista de 26 atrações, o que quer visitar. Você pode conhecer quantas conseguir no tempo comprado. Após o primeiro uso o passe deve ser usado em dias sequenciais.
A segunda opção é a “Explorer”, na qual você pode escolher 3, 4 ou 5 atrações quaisquer numa lista de 25 opções. Após ativação do passe, ele é válido por 30 dias.
A última opção é a “Buid Your Own”. De uma lista de 27 atrações, podem ser escolhidas quantas você quiser. A partir de 2 há um desconto para cada uma que pode ser de 15 a 25%, dependendo do número escolhido. Também válido por 30 dias a partir da ativação.
Duração:
A duração do passe varia dependendo do tipo escolhido, e está descrita acima. A empresa tem uma política de garantia de risco zero: se por alguma razão o passe não for ativado em 1 ano após a compra eles reembolsam o valor inteiramente, sem questionamentos. Pelo menos é o que dizem! Rs
Como comprar:
No site. Não há necessidade de trocar o voucher. O passe pode ser impresso em casa ou apresentado no dispositivo móvel em cada atração.

 

Mas afinal qual escolher?
 O melhor passe depende do tempo que você tem para conhecer a cidade e do que quer conhecer. Nossa estratégia é listar o que nos interessa, colocar o preço de bilheteria e quanto sairia com cada passe e comparar. Se o valor for parecido damos preferência ao Go Card, já que possui uma lista maior com atrações que, mesmo não estando em nossa lista original, podem ser visitadas sem custo. Além disso, inclui de aluguel de bicicleta a passeios de barco, além das entradas.
Nossa opção foi o Go Chicago Card All-Inclusive de 5 dias. Foi ótimo! A única ressalva foi a falta do “fura-fila” no SkyDeck Chicago (Willis Tower). Amargamos 1 hora na fila enquanto víamos os portadores do CityPass passarem direto!
O CityPass oferece entrada vip em todas as atrações. O Go Card em muitas delas. Mas, com o tempo que tínhamos e tudo o que queríamos conhecer, ainda acho que foi a melhor opção. Quase tivemos que diminuir a viagem por compromissos de trabalho e, se isso tivesse acontecido, o CityPass seria o mais adequado.
Qual passe funcionaria melhor para você? Conta pra gente!

 

2 opiniões sobre “Chicago: CityPASS ou Go Chicago Card?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

']); _gaq.push(['_trackPageview']); (function() { var ga = document.createElement('script'); ga.type = 'text/javascript'; ga.async = true; ga.src = ('https:' == document.location.protocol ? 'https://ssl' : 'http://www') + '.google-analytics.com/ga.js'; var s = document.getElementsByTagName('script')[0]; s.parentNode.insertBefore(ga, s); })();